segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

75 Filmes Favoritos (de todos os tempos)


GUILHERME W. MACHADO

Bem diferente esse ano, adotei o formato de 75 favoritos, em contraponto aos 50 de sempre. O principal motivo foi a busca por renovação da lista, uma vez que há ali cerca de uns 30-35 filmes que acabam sendo fixos, obras que não consigo ignorar (embora frequentemente faça esforço para tal); sempre sobram, portanto, poucos espaços de rotação. Eu tentei antes adotar a regra de "1 filme por diretor", e funcionou no sentido de deixar a lista mais variada, mas é muito doloroso ter que escolher entre Psicose e Festim Diabólico, por exemplo, ou A Marca da Maldade e Cidadão Kane. Claro que corre o risco desse formato de 75 filmes também se desgastar com o tempo, mas confesso que essa primeira tentativa me agradou bastante, uma vez que consegui englobar muito daquilo que o cinema mais significa para mim.

OBS: Não vou escrever sobre as escolhas porque a lista, além de cunho pessoal, é muito longa e vontade mesmo tenho de falar sobre todos, mas se alguém quiser discutir alguma coisa (sempre com respeito), ou perguntar sobre o meu interesse por um filme específico, comente abaixo que respondo.



sherlock jr. (Buster Keaton, 1924)
vampyr (Carl Theodor Dreyer, 1932)
um dia no campo (Jean Renoir, 1936)
paraíso infernal (Howard Hawks, 1939)
cidadão kane (Orson Welles, 1941)
ser ou não ser (Ernst Lubistch, 1942)
casablanca (Michael Curtiz, 1942)
meshes of the afternoon (Maya Deren, 1943)
uma aventura na martinica (Howard Hawks, 1944)
fuga do passado (Jacques Tourneur, 1947)
a dama de shanghai (Orson Welles, 1947)
festim diabólico (Alfred Hitchock, 1948)
o terceiro homem (Carol Reed, 1949)
crepúsculo dos deuses (Billy Wilder, 1950)
contos de lua vaga (Kenji Mizoguchi, 1953)
janela indiscreta (Alfred Hitchcock, 1954)
johnny guitar (Nicholas Ray, 1954)
o império do crime (Joseph H. Lewis, 1955)
um condenado à morte escapou (Robert Bresson, 1956)
trono manchado de sangue (Akira Kurosawa, 1957)
a marca da maldade (Orson Welles, 1958)
um corpo que cai (Alfred Hitchcock, 1958)
o tigre de bengala / o sepulcro indiano (Fritz Lang, 1959)
quanto mais quente melhor (Billy Wilder, 1959)
se meu apartamento falasse (Billy Wilder, 1960)



psicose (Alfred Hitchcock, 1960)
ano passado em marienbad (Alain Resnais, 1961)
lawrence da arábia (David Lean, 1962)
harakiri (Masaki Kobayashi, 1962)
o criado (Joseph Losey, 1963)
o chicote e o corpo (Mario Bava, 1963)
a mulher da areia (Hiroshi Teshigahara, 1964)
dr. fantástico (Stanley Kubrick, 1964)
o demônio das onze horas (Jean-Luc Godard, 1965)
são paulo, sociedade anônima (Luís Sérgio Person, 1965)
persona (Ingmar Bergman, 1966)
duas garotas românticas (Jacques Demy, 1967)
era uma vez no oeste (Sergio Leone, 1968)
hora do lobo (Ingmar Bergman, 1968)
o exército das sombras (Jean-Pierre Melville, 1969)
o poderoso chefão & o poderoso chefão II (Francis Ford Coppola, 1972/1974) 
a conversação (Francis Ford Coppola, 1974)
chinatown (Roman Polanski, 1974)
prelúdio para matar (Dario Argento, 1975)
taxi driver (Martin Scorsese, 1976)
noite de estreia (John Cassavetes, 1977)
annie hall (Woody Allen, 1977)
manhattan (Woody Allen, 1979)
o iluminado (Stanley Kubrick, 1980)
fuga de nova york (John Carpenter, 1981)




dublê de corpo (Brian De Palma, 1984)
paris, texas (Wim Wenders, 1984)
os bons companheiros (Martin Scorsese, 1990)
a bela intrigante (Jacques Rivette, 1991)
os imperdoáveis (Clint Eastwood, 1992)
instinto selvagem (Paul Verhoeven, 1992)
à beira da loucura (John Carpenter, 1994)
amores expressos (Wong Kar Wai, 1994)
pulp fiction (Quentin Tarantino, 1994)
fogo contra fogo (Michael Mann, 1995)
trilogia - antes do amanhecer (Richard Linklater, 1995)
irma vep (Olivier Assayas, 1996)
as harmonias de werckmeister (Béla Tarr, 2000)
millennium mambo (Hsiao-hsien Hou, 2001)
cidade dos sonhos (David Lynch, 2001)
pulse (Kiyoshi Kurosawa, 2001)
kill bill (Quentin Tarantino, 2003/2004)
o novo mundo (Terrence Malick, 2005)
marcas da violência (David Cronenberg, 2005)
onde os fracos não têm vez (Joel Coen, Ethan Coen, 2007)
jogo de cena (Eduardo Coutinho, 2007)
zodíaco (David Fincher, 2007)
o cavaleiro das trevas (Christopher Nolan, 2008)
cópia fiel (Abbas Kiarostami, 2010)
o grande hotel budapeste (Wes Anderson, 2014)

Nenhum comentário:

Postar um comentário